Atendimento psicológico é para todos, e não para “loucos”

Atendimento psicológico é para todos, e não para
Reprodução: Google

Até hoje ainda existe na mente de muitas pessoas a ideia de que o atendimento psicológico é coisa para “loucos”. Essa impressão, ou opinião, na verdade, é fruto de preconceito, e isto no sentido mais estrito da palavra.

Esta é uma visão que parte, na maioria das vezes, de pessoas que não conhecem a dimensão da ciência psicológica, por isso cultivam uma ideia limitada sobre às diversas possibilidades que a psicologia dispõe para beneficiar a sociedade.

Dimensões do atendimento psicológico

A clínica é o local mais conhecido na psicologia, pois é através da imagem de um psicólogo atendendo em um consultório que muitos idealizam o atendimento psicológico. Essa percepção, contudo, foi muito mais herdada da psicanálise do que da própria psicologia.

Aliás, você sabe que psicanálise não é psicologia, certo? Este é outro assunto, o qual abordaremos em outa ocasião.

O trabalho do psicólogo, no entanto, vai muito além da clínica, visto que esta é apenas um dos vários ramos que essa ciência alcança. Aqui no Psicologia Notícias já explicamos algumas diferenças da psicologia clínica, hospitalar, organizacional e escolar, por exemplo.

Cada uma dessas áreas possui um tipo de atendimento psicológico diferente. Existe também o ramo jurídico e o esportivo, e até o da psicologia política.

A psicologia social é outro grande ramo da ciência psicológica que não atua na clínica. Ela compreende o sujeito a partir de uma perspectiva grual, antropológica. No Brasil, uma das grandes referências nessa área é a psicóloga Ana Mercês Bahia Bock, que recentemente tem se dedicado muito à política também.

Psicologia é para todos

Com esse breve olhar sobre as diferentes abordagens do atendimento psicológico é perfeitamente possível compreender que a psicologia, de fato, é para todos e não para “loucos”.

Na clínica, onde a demanda é mais conhecida, o próprio conceito de “louco” é algo inexistente no entendimento da psicologia moderna. Trabalhamos com a noção de pessoas em conflito, os quais precisam de compreensão e acolhimento.

Nessa perspectiva, quem procura uma consulta psicológica apresenta às mais variadas necessidades, que vão desde uma simples orientação profissional, amorosa, conselhos sobre educação e família, à uma psicoterapia.

É muito comum também que a procura pelo atendimento psicológico ocorra em um momento de angústia, onde é preciso desabafar, sendo ouvido por alguém capaz de lhe entender de forma profissional e ética.

Ou seja, nem sempre quem busca uma clínica para consulta psicológica precisa fazer psicoterapia, ou tem um problema psicológico maior, como algum tipo de transtorno, por exemplo. Na verdade, a maioria dos casos são por demandas pontuais e simples.